O ginasta compete pela primeira vez na temporada sem pressão, para avaliar a preparação e conhecer a Arena Olímpica; equipe masculina está classificada para os Jogos desde o Mundial de 2015

Arthur Zanetti quer fazer o reconhecimento da Arena Olímpica

Arthur Zanetti quer fazer o reconhecimento da Arena Olímpica

São Caetano do Sul – Arthur Zanetti, único campeão olímpico da ginastica brasileira, estreia na temporada no Evento-Teste para os Jogos Olímpicos Rio 2016, que definirá as últimas vagas olímpicas por equipe – a ginástica artística será a partir deste sábado e até segunda-feira (de 16 a 18/4/2015), na Arena Olímpica. A seleção feminina briga por vaga em equipe, mas a masculina já está classificada e os representantes no evento-teste serão Arthur Zanetti e Sérgio Sasaki. O Brasil está na Subdivisão 2, na classificação por equipes, sábado (16/4), a partir das 14h30. As finais por aparelhos serão na segunda-feira (18/4).Para Zanetti, a competição será um ensaio para a Olimpíada.

O Brasil garantiu a equipe completa da ginástica masculina numa Olimpíada, pela primeira vez na história, no Mundial de Glasgow (ESC), em 2015, com a oitava colocação. Mais ainda há vagas em disputa na competição (Evento da FIG).

“Quero testar tudo, a estrutura e meu treinamento. Quero conhecer a área de aquecimento e de competição e competir bem, mesmo que o objetivo não seja o de tirar a melhor nota do ano agora”, resumiu o campeão olímpico, mundial e pan-americano nas argolas. Arthur deu detalhes sobre o que será foco de suas observação: posicionamento dos aparelhos, especialmente das argolas, a iluminação, as entradas e saídas para os atletas,os espaços do ginásio, a altura etc. “É bom não ter surpresas em agosto, entrar no ginásio preocupado apenas com a rotina normal de qualquer competição.”

Arthur Zanetti explicou que embora exista pressão pelo fato de ser ano olímpico e o Brasil a sede dos Jogos trabalha normalmente, com o técnico Marcos Goto, como sempre fez, de olho na competição mais importante da temporada. “Todos os anos fixamos um objetivo e dessa vez o foco é total na Olimpíada.” Diferentemente de 2015, quando treinou no Rio com a seleção brasileira, a preparação está sendo feita na SERC/Agith/Santa Maria, de São Caetano do Sul, em São Paulo. Arthur optou por ficar “em casa”, perto da família e dos amigos, e dar continuidade aos estudos – formado em Educação Física cursa licenciatura na Universidade de São Caetano do Sul (USCS). “Quando terminar, já posso dar aulas de Educação Física”, brinca.

Arthur confirmou que vai apresentar, na Arena Olímpica, a mesma série de 2015, com nota de partida 6.8. “Vou fazer o meu melhor como sempre faço nas competições, mas o foco é testar tudo.” Acrescentou que não dá para considerar essa competição como se fosse a Olimpíada porque apenas parte dos adversários participam.

Ensaio para a Olimpíada

“O Evento-Teste, para nós como o próprio nome já diz, será mesmo um teste. Vamos testar toda a aparelhagem que vai ser usada na Olimpíada, a iluminação, o espaço interior do ginásio – que é muito grande -, a altura do ginásio de competição, que tem uma dimensão diferente do nosso ginásio de treino… Tudo muda. Nem vamos testar a série porque vai ser a mesma, mas vamos sim fazer um ensaio para a Olimpíada”, ressalta Marcos Goto. “Mas queremos fazer uma competição boa, tirar uma boa nota e deixar uma boa impressão, até mesmo porque o Evento-Teste terá os mesmos árbitros que vão arbitrar na Olimpíada”, completa sobre Arthur Zanetti.

Arthur Zanetti é atleta da SERC/Agith/São Caetano, tem patrocínio da Caixa, Bergamini, Embratel Claro e adidas e apoio de Furnas, Ibramed, Spieth, Eurotramp, COB, CBG e Bolsa Atleta/Ministério do Esporte.