O campeão olímpico e mundial teve nota 15.700 e foi bem superior aos rivais na vitória em sua primeira da Copa do Mundo no ano                                                                                                                                

 

 

Arthur Zanetti leva sua primeira medalha em Copa do Mundo, em 2014

Arthur Zanetti conquista sua primeira medalha em Copa do Mundo, em 2014

São Caetano – O ginasta Arthur Zanetti levou a medalha de ouro nas argolas na etapa da Copa do Mundo de Anadia, em Portugal, com destaque: nota 15.700. Na qualificação, Arthur recebeu nota 15.800, ainda maior do que na final. Mesmo assim, não teve adversários nas argolas em Anadia. A medalha de prata ficou com o norte-americano Alexander Naddour (15.300) e a de bronze com o finlandês Markku Vahtila (15.200). O próximo compromisso de Arthur será o Pan-Americano de Mississauga, no Canadá, em julho.

O restante da classificação de Anadia: Juan Raffo (14.975), do Chile, Gustavo Simões (14.950), de Portugal, Regulo Carmona, da Venezuela (14.900), Yuguo Huang (14.675), da China, e Javier G. Balboa (14.550), do México.

“Fiz a mesma série da qualificatória e a prova foi boa. Mas, mais para o final da série, perdeu um pouco da qualidade porque eu fui ficando cansado. Acho que a nota da final foi um pouco pior por causa da minha saída. Não fiz uma boa chegada, dei um passo mediano. No geral, gostei sim e estou feliz por ter ficado em primeiro, com 15.700. Vamos ver se agora eu consigo descansar um dia e aproveitar um pouco a viagem”, afirmou Arthur Zanetti, após a apresentação. Uma virose, há 15 dias, fez Arthur perder alguns treinos e competir, em Bento Gonçalves, no Trofé Brasil, ainda debilitado. Voltou do Rio Grande do Sul no domingo e viajou para Anadia na segunda-feira, ainda em recuperação da virose.

Esta foi a quarta vitória de Arthur Zanetti em 2014 nas argolas. Ficou com o ouro no Troféu Brasil, em Bento Gonçalves (25/5), com 15.800, nos Jogos Sul-Americanos de Santiago, no Chile (10/3), com 15.900, e no Meeting Internacional de Santos, em São Paulo, em abril – com 16.000, sua maior nota na carreira -, antes de vencer a etapa portuguesa da Copa do Mundo.

Arthur comentou que alguns dos adversários de Anadia deve voltar a encontrar no Mundial de Nanning, na China, em outubro, a principal competição do ano. “Alguns dos que estavam aqui vão para a China sim, mas ainda tem vários outros tão difíceis quanto esses. O Mundial nunca é fácil”, disse Arthur.

Agora, Arthur retoma os treinamentos em São Caetano antes do Pan-Americano de Mississauga, no Canadá, em agosto. Os seus outros compromisso antes do Mundial são a etapa da Copa do Mundo de Ghent (BEL), em agosto também, e a de Medellín (COL), em setembro. Depois, viaja com a seleção brasileira para o Japão, onde será feita a aclimatação para o Mundial.

Arthur Zanetti é atleta da SERC/Agith/São Caetano, tem patrocínio da Sadia, Furnas, adidas e CAIXA e apoio da Spieth, Eurotramp, COB, CBG e Bolsa Atleta/Ministério do Esporte.

Siga Arthur Zanetti no www.facebook.com/ArthurZanettiOficial.