O campeão olímpico se qualificou para a decisão das argolas no Mundial de Stuttgart (ALE), em segundo lugar, com 14.700, e o Brasil ficou em 10º por equipe – não avançou para a decisão, mas garantiu presença nos Jogos de Tóquio/2020

 

FIG Artistic Gymnastics World Championships | Oct2019 | Hanns-Martin-Schleyer-Halle Arena, Stuttgart, Germany | Photo: Ricardo Bufolin / Panamerica Press / CBG

São Caetano do Sul – O Brasil não disputa a final por equipe no Mundial de Stuttgart, Alemanha, mas garantiu sua vaga nos Jogos Olímpicos de Tóquio/2020 ao terminar em 10º lugar na qualificação, com nota 247.236. Arthur Zanetti, campeão olímpico (Londres/2012) e Mundial (Antuérpia/2013), avançou, em segundo lugar entre os oito primeiros colocados, para a decisão das argolas, dia 12/10, no ginásio Hanns Martin Schleyer Halle.

Este é o nono Mundial na carreira de Arthur Zanetti, de 29 anos, atleta da SERC/Agith, de São Caetano do Sul. O ginasta competiu a qualificação com a seleção brasileira no domingo (6/10), na subdivisão 4. E precisou esperar a disputa das subdivisões de 5 a 8, nesta segunda-feira, para confirmar sua colocação, que não mudou, e da seleção brasileira. Arthur Nory na barra fixa e Caio Souza no individual geral também avançaram para a final.

Arthur Zanetti ficou em segundo, depois do turco Colak Ibrahin (14.858) e a frente dos atletas Ait Said Samir (FRA, 14.700), Eleftherios Petrounias (GRE, 14.700), Marco Lodadio (ITA, 14.700), Denis Abliazin (RUS, 14.600), Nick Klessing (ALE, 14.566) e Artur Tvmasyan (ARM, 14.566). Embora tenha obtido a mesma nota de outros três ginastas, Arthur Zanetti – que é muito técnico – ficou mais bem qualificado por ter a melhor execução da série no aparelho.

Arthur também comemorou a classificação do Brasil para os Jogos Olímpicos de Tóquio/2020. China, Rússia e Japão já estão classificadas pela disputa do Mundial de Doha/2018, mas outras nove vagas estavam em jogo.

Justamente os três primeiros classificados para a final por equipes em Stuttgart foram Rússia (259.928), China (258.354) e Japão (258.026), nesta ordem. As outras equipes que avançaram para a decisão são Ucrânia (253.528), Grã-Bretanha (252.409), Suíça (251.400), Estados Unidos (250.359) e Taiwan (250.093). Além dessas cinco nações garantiram as vagas olímpicas Coréia do Sul (249.651), Brasil (247.236), Espanha (246.727) e Alemanha (246.508).

Com a vaga por equipes garantida, o Brasil poderá levar quatro atletas para a disputa masculina da ginástica artística de Tóquio/2020. A primeira vez que o país teve um time masculino completo na modalidade foi nos Jogos do Rio/2016.

Arthur Zanetti é atleta da SERC/São Caetano, tem patrocínio da adidas, Caixa, FAB e Bolsa Atleta do Governo Federal.

Saiba mais: www.facebook.com/ArthurZanettiOficial e https://instagram.com/arthurzanetti.