A seleção de ginástica artística masculina ficou em 3º lugar no primeiro dia de disputas do Mundial e o campeão olímpico tirou 14.700; agora esperam a disputa do segundo dia de classificatórias, nesta segunda-feira (7/10), numa posição confortável

FIG Artistic Gymnastics World Championships | Oct2019 | Hanns-Martin-Schleyer-Halle Arena, Stuttgart, Germany | Photo: Ricardo Bufolin / Panamerica Press / CBG

 

A seleção brasileira de ginástica artística masculina terminou em terceiro, com nota 247.236, o primeiro dia de qualificação por equipes do Mundial de Stuttgart, Alemanha, neste domingo (6/10). O campeão olímpico e mundial Arthur Zanetti teve notas 13.700 no solo, 14.700 nas argolas e 13.966 no salto. Arthur fechou o primeiro dia de classificatórias, no ginásio Hanns Martin Schleyer Halle, na segunda colocação nas argolas, aparelho em que é especialista.

O turco Colak Ibrahim, com 14.858, ficou em primeiro. O francês Ait Said Samir, 3º na qualificação das argolas, e o grego Petrounias Eleftherios, campeão olímpico no Rio/2016, tiraram a mesma nota de Arthur – 14.700. Mas o brasileiro levou vantagem na execução com melhor nota em relação aos adversários – 8.600, contra 8.500 e 8.400, respectivamente.

Outras boas notas individuais do Brasil vieram com Arhur Mariano Nory, que terminou em 2º na barra fixa (14.600), e com Caio Souza, 6º nas paralelas (14.633) e 9º no individual geral (81.897).

O Brasil competiu na subdivisão 4, a última do primeiro dia de disputas masculina, com a Rússia em primeiro (259.928) e Taiwan em segundo (250.093). Mas o Brasil, em terceiro, ficou a frente da Espanha, Alemanha, Itália, França, Turquia, Bielorrússia, Noruega e Hungria.

Agora, os ginastas brasileiros e Arthur Zanetti terão de esperar a disputa das subdivisões de 5 a 8, nesta segunda-feira (7/10), para saber a posição final da Equipe. Times fortes como os Estados Unidos estarão na disputa da qualificação nesta segunda-feira, bem como Japão e China, os dois já classificados para a Olimpíada.

Nove vagas olímpicas para os Jogos de Tóquio/2020 estão em disputa no Mundial de Stuttgart. China, Rússia e Japão já estão classificadas pela disputa do Mundial de Doha/2018, mas outras nove vagas estão em jogo e o Brasil tem tudo para ficar com uma delas.

Além de Arthur Zanetti (SERC/AGITH São Caetano), formam a equipe: Arthur Nory (Pinheiros-SP), Caio Souza (São Bernardo-SP), Francisco Barreto (Pinheiros), Lucas Bittencourt (Minas Tênis Clube-MG), Leonardo Mateus de Souza (Minas Tênis Clube), primeiro reserva, e Tomás Rodrigues Florêncio (Sogipa-RS), segundo reserva. Os treinadores são Marcos Goto, Cristiano Albino e Ricardo Yokoyama. O chefe da equipe é Leonardo Finco e o chefe da delegação Henrique Motta.

Arthur Zanetti é atleta da SERC/São Caetano, tem patrocínio da adidas, Caixa, FAB e Bolsa Atleta do Governo Federal.

Saiba mais: www.facebook.com/ArthurZanettiOficial e https://instagram.com/arthurzanetti.

Siga a Contrapé no blog contrapedejornalismo.wordpress.com, em facebook.com/contrapedejornalismo e em instagram.com/contrape_informacao