“Era o objetivo que a gente focou muito tempo atrás: a vaga olímpica”, ressaltou o ginasta, que teve nota melhor nas argolas na final por equipe com série simples

     

São Paulo – O ginasta Arthur Zanetti, campeão olímpico, mundial e pan-americano, juntamente com os companheiros de seleção, voltou a comemorar a histórica classificação da ginástica artística masculina do Brasil para os Jogos Olímpicos do Rio, em 2016, na final por equipes, nesta quarta-feira (28/10/2015), no Mundial de Glasgow, Escócia. Após o sétimo lugar da qualificação e com a vaga olímpica assegurada para um time completo pela primeira vez, o Brasil foi o oitavo colocado na final por equipes (259.577). O Japão ficou com a medalha de ouro (270.818), seguido por Grã-Bretanha, que comemorou muito a prata (270.345), e a China, que terminou com o bronze (269.959).

 

Arthur Zanetti: 'Era o objetivo desde muito tempo atrás'

Arthur Zanetti: ‘Era o objetivo desde muito tempo atrás’

O Brasil teve o orgulho de se colocar no top 8 da ginástica mundial, dividindo a classificação olímpica com os medalhistas, a Rússia (4º, com 268.362), os Estados Unidos (5º, 267.853), a Suíça (6º, 261.660) e a Coreia do Sul (7º, 260.035). Os países colocados entre 9º e 16º lugares disputarão mais quatro vagas no Evento Teste, no Rio, em 2016 (Alemanha, França, Holanda, Ucrânia, Espanha, Romênia, Canadá e Bielo-Rússia).

“O principal objetivo da seleção masculina, que a gente focou muito tempo atrás, desde o ano passado, era conseguir essa vaga olímpica. Fizemos nosso papel na qualificação e conseguimos a vaga. Foi uma competição boa, a gente tentou curtir ao máximo, porque essa é uma competição maravilhosa”, disse Arthur.

O ginasta também comentou a sua série nas argolas, que valeu 15.533 – apesar de uma série simplificada, tirou nota maior que a da qualificação (15.433, 9º colocado). “Eu não fiz a minha série mais difícil, diminuí em um décimo a minha nota de partida. Fiz uma série mais básica, mas deu para tirar mais. Agora é treinar para o ano que vem, chegar na Olimpíada bem preparado. Para essa final, era ajudar a equipe”, acrescentou Arthur Zanetti, que só ficou atrás dos chineses Yang Liu (15.766) e Hao Yuo (15.633).

Arthur Zanetti é atleta da SERC/Agith/São Caetano, tem patrocínio da Caixa, Bergamini, Embratel Claro e adidas e apoio de Furnas, Ibramed, Spieth, Eurotramp, COB, CBG e Bolsa Atleta/Ministério do Esporte.