Com boa série nas argolas, o campeão olímpico acha que pode melhorar apresentação no solo, no segundo dia de testes, na Arena Caixa, em São Bernardo do Campo

Arthur Zanetti fica com melhor nota nas argolas no primeiro dia de seletiva para o Pan

Arthur Zanetti fica com melhor nota nas argolas no primeiro dia de seletiva para o Pan

São Bernardo do Campo – O ginasta Arthur Zanetti fez uma boa apresentação nas argolas, mantendo a regularidade no aparelho – já conquistou duas medalhas de ouro em etapas da Copa do Mundo este ano -, mas quer ajustar a série de solo e evitar os erros desta sexta-feira (23/6/2017) no segundo teste que fará na seletiva para o Pan-Americano de Especialistas, em Lima, no Peru, em agosto. Arthur Zanetti volta a se apresentar neste sábado (24/6), a partir das 14 horas, na Arena Caixa, em São Bernardo do Campo, na briga por vaga na seleção brasileira.

Arthur foi o melhor nas argolas, com 15.150, e o segundo no solo, com 13.500. A nota final da seletiva será a média após os dois dias de competição. Estão em disputa seis vagas para a ginástica artística masculina e quatro para a feminina. Foram estabelecidas notas mínimas por aparelho – no masculino, 13.600 no cavalo, e 14.100 nos demais – solo, argolas, salto, paralelas e barra fixa; no feminino, 13.600 para o salto, 13.200 nas assimétricas, 13.500 na trave e 13.300 no solo.

“Nas argolas foi tranquilo, fiz uma boa apresentação. No solo, dá para melhorar bem porque na primeira passada que eu dei saí do tablado – fui para o exercício com uma potência a mais. Dá para ajeitar isso”, disse, sobre sua apresentação. “Se eu for ao Pan será uma boa preparação para o Mundial de Montreal, em outubro. Como é um Pan de especialistas, vai ser bem forte em alguns aparelhos e é sempre bom a gente ir treinando, se preparando neste tipo de competição para conseguir a melhor nota possível.”

Com 100% de rendimento nas duas primeiras competições do novo ciclo olímpico, Arthur Zanetti não esconde que o foco é o Pré-Olímpico de 2019 e a Olimpíada de Tóquio, em 2020. “É claro que os Mundiais que vão acontecer até lá e a Olimpíada são os objetivos principais, mas todas as competições antes de 2019 vão servir para os ginastas se adaptarem ao novo código de pontuação da Federação Internacional porque a mudança foi grande. É ir melhorando a série para chegar bem ao ano pré-olímpico”, avaliou.

Arthur Zanetti é atleta da SERC/USCS/São Caetano, tem patrocínio da adidas, FAB, COB, CBG, Bolsa Atleta/Ministério do Esporte, e apoio da Spieth e Eurotramp.

Saiba mais: www.arthurzanetti.com.br/ e siga Arthur Zanetti no www.facebook.com/ArthurZanettiOficial e https://instagram.com/arthurzanetti.

Siga a Contrapé no blog contrapedejornalismo.wordpress.com, no www.facebook.com/contrapedejornalismo e instagram contrape_informação