O ginasta brasileiro, campeão olímpico e mundial, recebe nota 15.875 e fecha o ano com 100% de aproveitamento nas argolas

São Paulo – O ginasta brasileiro Arthur Zanetti voltou a ganhar medalha de ouro nas argolas, agora na Copa Toyota Internacional de Ginástica Artística, em Toyota, província de Nagoia (JAP), neste sábado (14/12), na competição que fechou uma temporada gloriosa. Arthur foi bicampeão universitário, campeão mundial e venceu todas as provas que disputou nas argolas em 2013, encerrando o ano com 100% de aproveitamento no aparelho em que é campeão olímpico.

Venceu nas argolas no Japão com 15.875, à frente do japonês Koji Yamamuro (15.625) e do alemão Marcel Nguyen (15.375). No solo, Arthur ficou com a quarta colocação (14.525) – o japonês Kenzo Shirai foi ouro (16.325), Kohei Uchimura, também do Japão, levou a prata (15.500) e o coreano Eo Jim Park, o bronze (14.800).

Os organizadores destacaram a incrível força demonstrada por Arthur em sua apresentação. Para o site, Arthur disse que seu objetivo é trabalhar para obter “além de sua classificação individual, a da seleção brasileira, em 2015, para os Jogos Olímpicos do Rio, em 2016”.

Após o programa de provas, por telefone, Arthur comentou suas exibições. “Eu gostei da minha apresentação no solo, foi boa, mas fiquei em quarto porque eram muitos os atletas bons no solo que estavam aqui.”

Mas respirou aliviado com o ouro nas argolas, como queria, para fechar uma temporada que definiu como “incrível”. “Nas argolas, que era o mais importante, eu tirei 15.875. Ganhei e fiquei muito feliz com isso.” Arthur não esconde que estava preocupado em não fechar o ano com mais uma vitória. “A temporada foi pesada e eu sabia que seria difícil… e foi! Mas deu tudo certo e acabei o ano com 100% de aproveitamento nas argolas. Agora, quero minhas férias merecidas!”

Prêmio Brasil Olímpico e férias

Arthur desembarca em São Paulo na terça-feira (17/12) e à noite participa do Prêmio Brasil Olímpico, premiação do Comitê Olímpico Brasileiro destinada aos melhores do ano. Arthur é o melhor ginasta de 2013 e seu técnico, Marcos Goto, é bicampeão em modalidades individuais. Além disso, Arthur está entre os indicados, com Cesar Cielo e Jorge Zarif, ao prêmio de Melhor Atleta do Ano. A votação é pela internet até horas antes da entrega do prêmio, no Teatro Bradesco, em São Paulo (http://pbo.cob.org.br/conheca-os-indicados/arthur-zanetti-pbo2013).

Depois da cerimônia de premiação, Arthur sai de férias até o início de janeiro e não quer compromissos. “Quero ficar com meus familiares no Natal e depois passear com minha namorada e amigos. Nossa, que ano difícil! Mas valeu, dá para dizer que foi perfeito.”

Venceu, na sequência, as etapas da Copa do Mundo de Doha, Catar (15.700), em março, e de Anadia, Portugal (15.800), em junho, em que apresentou pela primeira vez o elemento novo que o técnico Marcos Goto criou e inseriu em sua série; foi bicampeão da Universíade de Kazã, na Rússia (15.875), em julho; campeão dos Jogos Regionais por São Caetano (15.750), também em julho; campeão brasileiro (15.800), em Vitória (ES), em agosto; campeão do Mundial de Antuérpia, na Bélgica (15.800), em outubro; e primeiro no Memorial Arturo Gender, na Suíça (15.750), também em outubro. Fecha o ano com o ouro na Copa Toyota (15.875).

Arthur Zanetti é atleta da SERC/Agith/São Caetano, tem patrocínio da Sadia, Furnas, adidas e CAIXA e apoio do COB, CBG e Bolsa Atleta/Ministério do Esporte.