O ginasta, campeão olímpico, está entre as estrelas dos Jogos, mas segue trabalhando nas suas séries de solo, argolas e salto, para acertar detalhes, e não fala em favoritismo; dia 14/7 segue para o Rio, onde a seleção será confirmada e treinará antes do embarque programado para o dia 22/7

OSF_0061 (1430x1500)

Arthur Zanetti, por São Caetano, no Estadual

São Caetano do Sul – Arthur Zanetti conclui neste sábado (6/7) a penúltima semana de preparação aos Jogos Pan-Americanos de Lima, Peru, treinando em seu clube, a SERC/Santa Maria, de São Caetano no Sul focado em ajustes nas séries que apresentará no solo, argolas e salto, na disputa do Brasil por equipe. No Pan, a seleção brasileira testa o time para o Mundial de Stuttgart, de 4 a 13 de outubro, que vale vaga olímpica para os top 8 em Tóquio/2020.

Tudo interligado na temporada pré-olímpica e o calendário para Arthur Zanetti já está definido: treina mais uma semana em casa, dia 14/7, domingo, segue para o Rio de Janeiro para se juntar a seleção brasileira em mais uma semana de preparação. O embarque para Lima será no dia 22/7. A seleção deve ser confirmada pelo técnico Marcos Goto no Rio.

Do Campeonato Estadual de Ginástica Artística Adulto e Infantil, realizado nos dias 29 e 30/6, em São Caetano, sua casa, Arthur tirou a base do que fará até a estreia – a ginástica no Pan será disputada entre 27 e 31/7, na primeira semana da competição.

“Eu fiz o Paulista para testar a minha série de argolas e já que estava competindo fiz também solo e argolas. Foi bom para eu saber no que melhorar nos últimos dias de treinos. O salto, que tinha dado uma caída (após a disputa do Brasileiro de Especialistas, em que foi medalha de ouro no aparelho), precisei retomar os treinamentos para voltar ao que era. O solo está bom, estável, com alguns detalhes para ajustar. E gostei da minha série de argolas na competição. Fiz uma série básica, mas não tão básica. Sai de 16 como nota de partida e gostei”, analisou Arthur.

“Estamos acertando detalhes para chegar no Pan bem”, acrescentou. Arthur, no entanto, não gosta de dizer que é favorito. “Hoje quando a gente entra numa competição as pessoas procuram o Brasil porque sabem que estamos no top 8. Mas eu não me considero favorito em momento nenhum e em nenhuma competição. Só penso no trabalho que tenho de fazer.”

O campeão olímpico integra a Equipe Panam Sports, um grupo de atletas Embaixadores que juntos somam 12 medalhas de ouro olímpicas, 15 de ouro pan-americanas e 28 conquistadas em campeonatos mundiais.

O ginasta, que é campeão olímpico (Londres 2012) e medalhista olímpico de prata (Rio 2016) e também campeão mundial nas argolas soma 4 medalhas (2 de ouro e 2 de prata) conquistadas em Pan-Americanos: ouro em Guadalajara 2011, por equipe, e em Toronto 2015, nas argolas; prata nas argolas em Guadalajara 2011 e por equipe em Toronto 2015.

Arthur Zanetti é atleta da SERC/São Caetano, tem patrocínio da adidas, Caixa, FAB e Bolsa Atleta do Governo Federal.

Saiba mais: www.facebook.com/ArthurZanettiOficial e https://instagram.com/arthurzanetti.

Siga a Contrapé no blog contrapedejornalismo.wordpress.com, em facebook.com/contrapedejornalismo e em instagram.com/contrape_informacao