Apesar do desgaste após o ouro no Mundial de Antuérpia o brasileiro faz boa apresentação no aparelho de sua especialidade, mas fica em 9º na classificação geral do Memorial Arthur Gander

São Caetano do Sul – O ginasta Arthur Zanetti ficou em 9º na somatória dos quatro aparelhos (solo, saltos, argolas e paralelas), no Memorial Arthur Gander, em Morges, na Suíça, apresentação de gala da ginástica artística. Arthur, que é campeão olímpico e mundial nas argolas, foi primeiro nas argolas, com nota 15.750, mas não foi bem nos demais aparelhos que teve de apresentar – solo, salto e paralelas. Cada ginasta teve de se apresentar em quatro aparelhos.

“Não fui bem no solo – tive uma queda – e nem no salto. Nas argolas, eu fiz uma série um pouco mais simples em relação a do Mundial, mas foi boa. Nas paralelas, fiz a minha parte”, afirmou Arthur, que retorna ao Brasil, mas ainda não sai de férias. O ginasta, segundo definiu o técnico Marcos Goto, encerra a temporada após a disputa da Copa Toyota, etapa da série de Copa do Mundo, dias 14 e 15 de dezembro.

Arthur venceu as argolas em todas as competições que disputou este ano. Foi campeão nas etapas da Copa do Mundo de Doha (15.800 pontos) e Anadia (15.800), bicampeão da Universíade, em Kazã (15.975), venceu os Jogos Regionais (15.750) e o Brasileiro (15.800), antes do ouro no Mundial da Antuérpia (15.800).

Arthur Zanetti é atleta da SERC/Agith/São Caetano, tem patrocínio da Sadia, Furnas, adidas e CAIXA e apoio do COB, CBG e Bolsa Atleta/Ministério do Esporte.