Primeiro medalhista olímpico da ginástica brasileira recebeu o Prêmio Brasil Olímpico nesta terça-feira (18/12), no Rio

São Paulo – Arthur Zanetti, primeiro medalhista olímpico da ginástica brasileira com o ouro nas argolas nos Jogos de Londres/2012, é o Melhor Atleta brasileiro de 2012. Arthur venceu a disputa com Thiago Pereira, da natação, e Esquiva Falcão, do boxe, para conquistar o Prêmio Brasil Olímpico, do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), em cerimônia realizada nesta terça-feira (18/12), no Theatro Municipal do Rio de Janeiro. Arthur foi considerado, também, o destaque do ano na ginástica artística e ainda recebeu homenagem do COB pela medalha olímpica em Londres. Sheilla Castro, campeã olímpica com a seleção feminina de vôlei, foi a vencedora entre as mulheres.

“Agradeço a todos os brasileiros que torceram por mim, aos profissionais que me ajudaram muito, aos meus companheiros de equipe, a meus familiares”, disse Arthur, emocionado, depois de receber o troféu das mãos do ministro do Esporte, Aldo Rebelo. “Todo mundo sabe o quanto a gente trabalha duro e o importante é nunca deixar de sonhar.” O Melhor Atleta de 2012 também fez questão de agradecer a seus patrocinadores, CAIXA e Sadia, pelo apoio recebido.

Marcos Goto, treinador de Arthur Zanetti e eleito o melhor técnico de 2012 em esportes individuais, recebeu seu troféu das mãos de Arthur, que agora vai sair de férias e descansar da desgastante temporada olímpica. “Foi um ano perfeito”, destacou Arthur. “Ganhei as etapas da Copa do Mundo que tinha de ganhar, fui campeão olímpico e ainda fechei o ano com chave de ouro, com o título da Copa Toyota, no Japão.”

Arthur levou o ouro em Londres, ganhando uma medalha inédita para o Brasil na ginástica artística, com 15.900 pontos. Repetiu a nota na Copa Toyota, dia 15 de dezembro, em Tóquio, fechando 2012 com mais um título. Na temporada, conquistou mais cinco medalhas em etapas da Copa do Mundo. Em março, em Cottbus, na Alemanha, ficou com a medalha de prata (15.600). Foi ouro em Oseijek, na Croácia (15.875), em abril, em Maribor, na Eslovênia (15.575) e em Ghent, na Bélgica (15.925), em junho. Em novembro, ainda ganhou uma prata em Ostrava, na República Checa (15.825).

No retorno das férias, na segunda quinzena de janeiro, Arthur vai retomar os treinos na Serc Santa Maria, seu clube, com o técnico Marcos Goto. O ginasta já fixou os principais desafios de 2013: a Universíade de Kazan, na Rússia, de 6 a 17 de julho (Arthur é estudante de Educação Física) e o 44º Mundial de Ginástica Artística, em Antuérpia, na Bélgica, de 30 de setembro a 6 de outubro. Arthur também pensa em ser mais ambicioso na sua nota, chegando aos 16.000 pontos.

Sobre a pressão de enfrentar mais cobranças na próxima temporada por ser campeão olímpico, o técnico Marcos Goto acentuou que a receita é trabalho. “Vamos continuar com o nosso trabalho. Não vou fazer pressão nem me sentir pressionado. Vamos fixar objetivos e trabalhar para isso e o caminho pode ter vitórias e derrotas. O Arthur não precisa ganhar tudo o que disputar, mas sim ter metas”, finalizou Marcos Goto.

Arthur Zanetti é atleta da SERC e tem patrocínio de CAIXA e Sadia.