Campeão olímpico cumpre objetivo de ir ao pódio nos três aparelhos que competiu – argolas, solo e salto – e continua preparação para o Mundial de Doha, em outubro

344273_817300_osf_0628__1179x1500_

Santos – O campeão olímpico Arthur Zanetti teve uma performance muito boa na decisão do Campeonato Brasileiro de Especialistas de Ginástica Artística, neste domingo (19/8/2018), na Arena Santos, e cumpriu o objetivo traçado para a competição: ir ao pódio nos três aparelhos que disputou. Arthur conquistou o ouro nas argolas e no solo, e foi bronze no salto. Além disso, também ajudou sua equipe, o Serc/Santa Maria, de São Caetano do Sul, a ficar com o terceiro lugar no Brasileiro por Equipes – a final, adiada em junho, foi realizada no sábado (18/8).

A primeira prova do dia foi o solo, em que Arthur foi campeão com 14.550. Nas argolas, sua especialidade, garantiu a vitória com um excelente resultado – 15.350, sua melhor nota na temporada. No salto, conquistou o bronze com 13.663, apesar da queda na apresentação do primeiro salto.

Arthur ficou muito satisfeito com os resultados conquistados em Santos. “Nas argolas consegui ajeitar os balanços, que era o que estava pegando na série. Hoje, na final, a série foi melhor que na classificatória. Foi uma apresentação alinhada e cravei a saída, o que dá uma cara diferente para a série, e ainda ganha um acréscimo de 0,10 na nota final”, contou o ginasta. “Foi a minha melhor nota esse ano. Fiquei animado porque vi o Europeu e sei que a série está de igual para igual (com os adversários do exterior). Mas atleta de alto rendimento é chato, sempre quer que fique melhor, mais perfeito. Vou buscar isso.”

Assim como fez no ciclo olímpico para os Jogos do Rio-2016, Arthur tem se dedicado aos três aparelhos para ajudar a seleção brasileira a classificar uma equipe completa para os Jogos Olímpicos de Tóquio, em 2020. O primeiro passo para esse objetivo é o Mundial de Doha, que será disputado entre 26 de outubro a 3 de novembro.

“O objetivo é ajudar a seleção, porque a gente quer de novo a classificação por equipe em 2020. Comigo fazendo solo e salto, a equipe acaba se tornando um pouco mais forte. O objetivo é tirar atletas de ponta, como o Arthur Nory, que é medalhista olímpico no solo, da zona de conforto, para eles conseguirem notas ainda melhores, porque essa é a responsabilidade deles. Nas argolas, a responsabilidade é minha. E assim o nível técnico da ginástica brasileira vai evoluindo.”

Na decisão por equipe do Campeonato Brasileiro Adulto, disputada no sábado após ter sido adiada por causa de uma falha na iluminação do ginásio, Arthur Zanetti ajudou sua equipe, o Serc/Santa Maria, a ganhar a medalha de bronze, com nota 233.250. O Pinheiros foi o campeão, com 242.850 e o Minas Tênis Clube, prata com 239.600.

“Todo mundo competiu bem. Aconteceram alguns erros, normais em competição, mas que podem ser corrigidos porque este é um grupo muito jovem. Todo mundo competiu concentrado, procurando fazer a sua parte e isso faz com que evoluam na parte técnica”, avaliou Arthur Zanetti, o mais experiente do grupo e o exemplo a ser seguido.

Arthur Zanetti é atleta da SERC/São Caetano, tem patrocínio da adidas, Caixa, FAB e Bolsa Atleta/Ministério do Esporte e apoio da Spieth e Eurotramp.

Saiba mais: www.facebook.com/ArthurZanettiOficial e https://instagram.com/arthurzanetti.