Ginasta lidera as argolas, seu principal aparelho, para a final deste sábado, em Vitória: quer o título antes da competição mais importante do ano, o Mundial da Antuérpia

São Paulo – O campeão olímpico Arthur Zanetti ajudou e a SERC Santa Maria, de São Caetano, ficou com o título de campeã brasileira masculina de ginástica artística pela sexta vez. O clube de Arthur Zanetti e do técnico Marcos Goto é agora hexacampeão, e, nessa competição, foi seguido por Pinheiros e Minas Tênis Clube. Francisco Barreto, companheiro de Arthur, foi campeão individual geral (85.400 pontos). Agora, Arthur vai buscar o título nas argolas no Campeonato Brasileiro e II Etapa do Circuito Caixa de Ginástica Artística e Rítmica, neste sábado (3/8), no Centro Esportivo Tancredo de Almeida Neves, o Tancredão, em Vitória (ES).

“Competimos muito bem. Tivemos alguns erros porque isso acontece numa competição. Mas, no geral, fomos bem. Eu fiz argolas e gostei da minha prova também no salto. No solo foi um pouco mais complicado, porque estava com dor na canela. Mas fiz minha parte, acertei as provas e tirei boas notas”, disse Arthur, que teve 15.700 pontos nas argolas, melhor nota da competição, 14.800 no salto e 14.533 no solo. Arthur somou 45.033 para a SERC Santa Maria.

O ginasta vai em busca do título brasileiro por aparelhos, nas argolas, neste sábado (3/8), mas seu principal objetivo na temporada é tentar a inédita medalha de ouro no Mundial da Antuérpia, em setembro – foi vice-campeão nas argolas no Japão, em 2011, antes do título olímpico em Londres, em 2012. “Falta o título no Mundial e no Pan-Americano”, acentuou Arthur, que aguarda a decisão da Federação Internacional de Ginástica (FIG) sobre a graduação de um novo elemento a ser incorporado à sua série.

Arthur Zanetti é atleta da SERC, tem patrocínio da Sadia, Furnas e CAIXA e apoio da Nike.