‘Todo mundo está bem focado, visando a um bom resultado para a seleção e cada um vai buscar também o seu resultado individual’, ressalta o campeão olímpico e mundial

Arthur Zanetti estreia no Pan de Toronto por equipes

Arthur Zanetti estreia no Pan de Toronto por equipes

São Caetano – Arthur Zanetti é campeão olímpico e mundial das argolas, mas ainda não tem o ouro no aparelho em Jogos Pan-Americanos – ficou com a medalha de prata em Guadalajara/2011. Sabe que sua ambição não é uma conquista fácil, mas sonha com a medalha inédita na carreira. O ginasta estreia nos Jogos Pan-Americanos de Toronto, no Canadá, com a disputa por equipes e a classificação para os aparelhos, neste sábado (11/7/2015), no Toronto Coliseum. As finais por aparelhos serão disputadas nesta terça-feira (14/7) – solo, cavalo com alças e argolas – e quarta-feira (15/7) – saltos, barras paralelas e barra fixa.

Os integrantes da seleção brasileira fizeram a preparação final em Colorado Springs, nos Estados Unidos e, de lá, embarcaram diretamente para Toronto. “Os treinos nos Estados Unidos foram muito bons, a estrutura de alojamentos é muito boa, embora o ginásio nem seja dos melhores. Mas deu para treinar e estamos bem”, avalia Arthur. Além de Zanetti, a equipe tem Arthur Nory Mariano, Caio Souza, Francisco Barretto Júnior – companheiro de quarto na Vila Pan-Americana -, Lucas Bitencourt – companheiro de clube de Arthur, a SERC/Agith, de São Caetano -, e Petrix Barbosa. “Todo mundo está bem focado, visando a um bom resultado por equipe e cada um também vai buscar o seu melhor resultado individual. Eu quero buscar o meu, principalmente nas argolas. Quero levar daqui uma medalha.”

O ginasta fala em pódio, se possível com ouro nas argolas, mas não sabe ao certo quem serão os ginastas dos Estados Unidos e Canadá. “Não sei quais serão todos os meus adversários nas argolas – vamos ver depois da classificação – , mas tem o Federico Molinari, da Argentina, que também já foi finalista olímpico, bem forte no aparelho.” Para o técnico Marcos Goto, de Arthur Zanetti e da seleção brasileira, o Brasil vai brigar por medalha por equipe. “Pelos treinamentos e avaliações que foram feitos eu acredito que a equipe vai competir bem e Brasil, Estados Unidos, Colômbia e Cuba vão disputar os três primeiros lugares.”

Este ano, Arthur disputou e venceu três etapas da Copa do Mundo, em Cottbus (ALE), Doha (CAT) e em São Paulo (BRA). O Pan será também mais um teste para avaliar como está e uma etapa importante em sua preparação para o 46º Mundial de Ginástica Artística de Glasgow, Escócia, de 23 de outubro a 1 de novembro. Arthur tem três medalhas ganhas em Mundiais, o ouro de Antuérpia/2013, e as pratas conquistadas em Nanning/2014 e Japão/2011. Mas desta vez também estará em disputa a vaga olímpica por equipes – o Brasil precisa terminar entre os oito primeiros para assegurar presença no Rio com o time inteiro. “Eu quero uma medalha no Pan, mas sem perder de vista o que temos de fazer no Mundial também”, afirma Arthur.

Veja a tabela de competições do Pan:

http://results.toronto2015.org/IRS/en/gymnastics-artistic/schedule-and-results.htm

Arthur Zanetti é atleta da SERC/Agith/São Caetano, tem patrocínio da CAIXA, Furnas e adidas e apoio da Spieth, Eurotramp, COB, CBG e Bolsa Atleta/Ministério do Esporte.